quinta-feira, 29 de abril de 2010

Plano Semestral de trabalho - Semanas 6 a 11

Tendo em conta que o PST só foi realizado e entregue na 6ª semana de aulas do 2º semestre, o balanço até à data (11ª semana lectiva) só irá abranger estas cinco semanas.

A minha principal dificuldade durante este tempo não foi a execução do plano em si, nem o planeamento das actividades, nem tão pouco o factor tempo, mas somente a motivação para o levar a cabo e por em prática.
Foram raros os dias em que consegui levar a cabo as tarefas que me propus, e em que ocupei o número de horas estimado com as mesmas (acabei quase sempre por ocupar mais tempo, roubando por isso, tempo necessário à realização das outras tarefas, ou menos tempo, compromentendo a qualidade e quantidade do meu estudo).

Ao longo das últimas semanas apercebi-me de como desperdicei tempo, e de como esse tempo me teria sido útil para concretizar as minhas tarefas mais eficaz e eficientemente.
Por essa razão, nas últimas duas semanas esforcei-me por cumprir o melhor possível as tarefas previstas no plano. Nem sempre o consegui, mas globalmente o saldo foi positivo. Por vezes apercebi-me de que me era mais conveniente estudar uma determinada disciplina num outro dia, pelo que diversas vezes efectuei trocas, sem no entanto ter alterado os tempos de estudo/realização de trabalhos.

Apercebi-me também da importância do desporto, como actividade extremamente para aumentar os meus níveis de vitalidade e motivação no meu dia-a-dia. Ao sentir-me mais activa, senti-me também mais motivada para levar a cabo as minhas tarefas curriculares, e isso reflectiu-se essencialmente nas duas últimas semanas, em que procurei ser mais assídua nas minhas actividades extra-curriculares.

No que diz respeito à disciplina de PMI mais concretamente, o decréscimo de motivação que tinha vindo a sentir nas últimas semanas deu lugar a um sentimento de descontentamento comigo própria quando me apercebi de como posso conseguir melhores resultados se elevar os meus níveis de esforço e dedicação, algo que tinha vindo a decrescer.
Percebi também, e isto é apenas a título de comentário, como é importante uma noite de sono reparadora, de não menos de 7 horas, para restabelecer os níveis de energia e concentração. Nos últimos tempos tenho vindo a adquirir o mau hábito de me deitar tarde, dormindo menos, o que tem comprometido seriamente a minha concentração durante o dia, e a minha motivação para desempenhar as tarefas mais básicas.

A gestão do tempo nem sempre é fácil, encontrar a motivação necessária para fazermos coisas de que gostamos menos também não o é. O segredo estará possívelmente numa tentativa progressiva de aquisição de hábitos elementares, e nas tarefas mais quotidianas e pessoais, de modo a que esse processo de aquisição de hábitos seja depois mais facilmente transposto para as restantes tarefas, nomeadamente as académicas.
É nesta fase que me encontro de momento: numa fase de adaptação e de aquisição de auto-disciplina nas mais diversas actividades do meu dia-a-dia, de modo a que essa disciplina se reflicta também, e sem que eu sinta tantas dificuldades, nas minhas tarefas curriculares.

Sem comentários:

Enviar um comentário